Contos | Novinho do bannheiro

  
 

  Era o primeiro dia do carnaval 2018.
  Eu tava em casa cheio de tesão sem fazer nada (porque não gosto muito de sair no carnaval).
  Então eu resolvi ir no shopping pelo menos porque todo mundo tava nos blocos.
   Fui no Carioca Shopping, que fica na zona norte do RJ. O shopping tava até uma pouco mais cheio do que esperava.          
   O cheiro de cerveja tava forte. Todo mundo que tinha ido pros blocos de manhã estavam indo pro shopping a tarde. Vários machos bronzeados fantasiados, de sunga e glitter andando no shopping.
    Estava andando normalmente olhando as lojas, mas ai me deu uma vontade forte de mijar, meu pau chegou a ficar duraço. 
     Fui no banheiro (aquele do segundo andar, do lado da lotérica. Quem conhece, sabe!), confesso que fui nesse banheiro não só pra dar uma mijada, mas também na esperança de que rolasse alguma coisa.
     Fiquei no mictório, me aliviei e fiquei esperando algum macho bom e interessado entrar. Até que entrou um novinho (daquele tipo bem faveladinho, de cabelo loiro e tudo) que ficou bem do meu lado. Ai já suspeitei, dos 9 mictórios livres, ele veio no que tava bem do meu lado? Super suspeito.
     Dei uma olhada rapida nele, ele era magrinho, com uma bundinha gostosa, ele tinha abaixado bem a calça pra mijar, então dava pra ver a marca de sunga do sol. Ele também tava com o cheiro forte de cerveja que no momento era bem excitante.
     Ele demorou tanto pra fazer alguma coisa que comecei a achar que ele só estivesse bêbado e com dificuldade de colocar a calça no lugar. Mas ai ele começou a me olhar e logo vi que ele tava querendo rola.
     O banheiro tava vazio so tinha nós dois, as vezes entrava alguém que se olhava no espelho ou limpava a mão, nada de mais, aquele banheiro é o mais vazio de shopping, sempre tem pegação lá, que era o que o novinho queria fazer.
     Quando ele virou pra mim, vi aquela rola gostosa, nao era graaande e nem muito grossa, mas era cheia de veias e a cabeça era vermelhinha, era uma rola linda. Devia ter uns 16 pra 17 cm.
      Nao tava afim de mamar, mas só de ver aquela rola linda, caí de boca. O jeitinho marginal dele era um tesão, ficava segurando minha cabeça e gemendo grosso. Falava "mama essa porra vai, mama gostoso caralho". 
      Logo entrou um cara e tive que parar e esperar ele sair. Quando ele saiu, logo me virei pra voltar para aquela pica deliciosa, mas o novinho me segurou e disse "minha vez" e ele me mamou. Meu pau grosso de 18 cm saindo e entrando daquela boca gostosa dele. Perguntei "tu gosta de negão é? Tu quer essa pica? Então deixa eu meter nesse rabo." 
       Ele levantou pegou a camisinha e colocou no meu pau, o banheiro tava vazio e o tesão tava tão forte que nem fomos pra cabine, meti ali mesmo. 
       Ah mas ele gemeu tãão gostoso que pareceu que eu ja gozar ja naquele instante, e eu fui metendo e metendo, entrando e saindo, e ao mesmo tempo batendo uma pra ele. 
       Segurei no cabelo loiro dele e soquei e soquei até ele pedi pra parar, e ele pediu, assim que eu parei tirei a camisinha pra gozar na cara dele, ele chupou meu gozo, meu pau e se despediu. Vi aquele cuzinho gostoso indo embora ainda na vontade, com meu pau querendo mais.

Postar um comentário

0 Comentários