Contos | Comi meu amigo na piscina de casa

Gay sex near the pool. Marko Lebeau and Max Chevalier


      Fala pessoal, meu nome é Gabriel e hoje eu vou contar como foi o dia em que eu comi meu amigo na piscina, socando muito no cu dele. Tudo aconteceu em um belo sábado de muito calor em que eu estava sem grana pra balada e sozinho em casa, pois meu pais iriam passar o final de semana na casa dos meus avos no interior de Minas. 
      Chamei meu amigo Lucas para vir pra minha casa e marcamos com duas novinhas que já ficamos em outro role. Compramos algumas bebidas vagabundas. A noite estava propicia para muita bebida, um beck e muita putaria. Eu e o Lucas tínhamos uma amizade muito próxima, já tomamos banhos juntos e até fodemos a mesma mulher em uma noite. 
      Era um metendo na buceta e outro na boca, hahaha. Começamos a beber era umas 19 horas da noite e as meninas iriam chegar por volta das 22 horas. Acho que exageramos na Catuaba e fomos pra piscina, o calor estava de matar. Pulamos na piscina e começamos a brincar de jogar água um no outro. Parecíamos crianças kkk. 

      Foi quando ele pegou no meu pau, isso nunca tinha acontecido. Congelei na hora, mas pedi pra ele pegar novamente. Ele veio pra cima de mim falando que estava zoando, mas pegou de novo e segurou. Eu fiquei sem mexer, mas gostei da sensação. Eu nunca tinha sentido isso. 
      Meu pau começou a endurecer, parecia que eu estava gostando da putaria e ele percebeu que meu pau estava duro, o Lucas começou a me masturbar. 
      Ele veio para me beijar, mas mesmo muito bêbado virei rosto. O Lucas me pediu para não contar para ninguém e me pediu para comer o cu dele. Ele disse que sempre teve essa vontade, mas nunca teve coragem. Fiquei sem acreditar com o que estava acontecendo, mas virei ele de quatro e fodi o cuzinho super apertado dele na piscina sem camisinha. Era muito gostoso sentir meu pau entrando no buraco, que tava geladinho por causa da água. 
      Bombei por uns 10 minutos e então comecei a chupar aquele buraco, meti a língua fundo e ele gritou de tesão, lambuzei aquele cu e depois voltei a meter, quanto mais ele gemia com mais tesão eu ficava. 

      Percebi que a hora tinha passado rápido e meninas já iam chegar, então aumentei a velocidade e esfolei o cu dele até gozar. Senti minha porra quente preencher o buraco gelado do puto, tirei meu pau e a porra escorreu do cu dele que nem cachoeira. Nos limpamos, até que as meninas chegaram, foi uma foda muito gostosa, comi meu amigo e adorei.

Postar um comentário

0 Comentários