Contos | Encoxada terminou em foda no motel

Encoxada gay

      Me chamo Marcelo, tenho 25 anos, eu estava em um ônibus lotado em pé como todas pessoas, no meio da viagem um homem forte e alto começou a encostar seu pau na minha bunda, mal sabia ele que eu era passivo e estava adorando. A viagem foi rolando e eu de propósito fui encostando minha bunda no pau dele, eu pressionava e ele também até que percebi que seu pau estava bem duro, ai as encostadas se transformaram em sarrada.

      Tava muito gostoso aquele pau duro encostando no meu rabo, eu olhei pra trás e sorri para ele, ele sorriu de volta, fiquei aproveitando mais um pouco e depois olhei de volta para trás e perguntei se ele queria meu número, ele encostou seu rosto no meu ombro e perguntou se eu não estava com segundas intenções naquela hora, falei que sim, ele me convidou para descer 3 paradas depois, perguntei para que, ele falou que se eu descesse ia descobrir.

      Fiquei pensando se deveria descer ou não pois até aquele momento era um apenas um estranho, mas o tesão falou mais alto e eu desci sim. Descemos, ele pegou em minha mão e falou que não era pra eu ter vergonha, nós estávamos na frente do motel e acabamos entrando lá a pé, nunca tinha passado por isto, só tinha ido de carro, mas o gato era tão lindo que eu realmente não fiquei com vergonha.

      A encoxada terminou em sexo, nós entramos no quarto já trocando beijos e apalpadas, o gostoso me beijou dos pés a cabeça e foi tirando minha roupa devagarinho. Ele apertou minha bunda e disse que ela era muito gostosa, botou seu pau para fora e ficou passando ele ao redor do meu cuzinho e perguntando se eu queria que ele enfiasse, eu óbvio disse que sim e que era pra ele meter sem pena.

      O safado fez isso, meteu sem camisinha, sem cuspe nem nada, doeu na entrada mas depois ficou maravilhoso, ele enfiou e tirou o pau varias vezes. De vez em quando, ele tirava o pau e linguava meu buraco, enchendo de cuspe, deixando escorrer até minhas bolas e pelas minhas pernas. Depois de meter no meu rabo incansavelmente, ele envolveu seus braços no meu pescoço e falou no meu ouvido que ia gozar.

O puto me encheu de porra, tirou o pau deixou a porra escorrer do meu cu e meteu de novo, foi o melhor sexo da minha vida e aconteceu depois de uma simples encoxada, é louco como o destino pode nos trazer momentos como esses do nada.

Postar um comentário

0 Comentários